Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Medidas e medições para todos

Crónicas de reflexão sobre medidas e medições. Histórias quase banais sobre temas metrológicos. Ignorância, erros e menosprezo metrológicos correntes.

Medidas e medições para todos

Crónicas de reflexão sobre medidas e medições. Histórias quase banais sobre temas metrológicos. Ignorância, erros e menosprezo metrológicos correntes.

TUDO O QUE HÁ PARA MEDIR

TUDO O QUE HÁ PARA MEDIR

Sete unidades de base “medem tudo”

 

O que é que liga a potência de um motor, a intensidade de um relâmpago e a quantidade de luz que nos chega do Sol? São as unidades em que se exprimem os valores destas grandezas!

Quantificamos inúmeras grandezas de incontáveis fenómenos com meia dúzia de conceitos de referência: as grandezas e unidades de base.

A partir de sete grandezas e respetivas unidades de base derivamos um número indeterminado de outras unidades para medir tudo. Por agora. Todavia, tudo, poderá ser ainda muito mais do que já conhecemos!

Eis as unidades de base:

 

Grandeza

Unidade

Símbolo

Comprimento

metro

m

Massa

quilograma*

kg

Tempo

segundo

s

Corrente elétrica

ampere

A

Temperatura

kelvin

K

Quantidade de matéria

mole**

mol

Intensidade luminosa

candela

cd

 

* kilograma (!), segundo o VIM 2012 (edição luso-brasileira)

**mol, em brasileiro

 

As unidades de todas as grandezas mensuráveis podem ser derivadas destas sete unidades básicas.

Energia, impulso e quantidade de movimento, fluxo magnético, entropia, de entre muitas outras, incluindo grandezas usadas especificamente em Engenharia e em Tecnologia, são quantificadas a partir de unidades que combinamos de diferentes modos.

Por exemplo, o coulomb (C) – unidade de carga elétrica – deriva-se do ampere (A) e do segundo (s): 1 C=1 A·1 s=1 As; o joule (J) – unidade de energia – deriva-se da massa (kg), da aceleração (m/s2) – que por sua vez se deriva do metro e do segundo –, e da distância (m): 1 J=1 kg·(1 m/s2)·1 m=1 kg·m2/s2=1 kg·m2s2; o volt (V) – unidade de diferença de potencial elétrico (tensão elétrica) – deriva-se do joule (J) e do coulomb (C): 1 V=1 J/(1 C)=1 J/C=1 JC1.

E de modo idêntico para um número indeterminado de grandezas derivadas.

Parece extraordinário que consigamos exprimir todas as medidas com base em apenas sete unidades, sete grandezas.

Em muitos casos há contagens: pessoas, iões, ciclos, por exemplo.

Também contamos voltas, indistintamente do tamanho, ou partes da volta: graus, grados e radianos, por exemplo.

As contagens não necessitam de unidades específicas, embora em alguns casos, como com o radiano e o decibel, por exemplo, essas unidades (adimensionais) tenham designações próprias.

 

*ano: 365 dias, 5 horas, 48 minutos e 48 segundos aproximadamente.

**hora: 3600 s

 

2016-02-25

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub