Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Medidas e medições para todos

Crónicas de reflexão sobre medidas e medições. Histórias quase banais sobre temas metrológicos. Ignorância, erros e menosprezo metrológicos correntes.

Medidas e medições para todos

Crónicas de reflexão sobre medidas e medições. Histórias quase banais sobre temas metrológicos. Ignorância, erros e menosprezo metrológicos correntes.

MÉTRICAS EM TRÍADAS

MÉTRICAS EM TRÍADAS

Perceção de intensidades

 

“Um, dois, três, foi a conta que Deus fez”, é um provérbio popular português.

Aparentemente, o “pequeno”, o “médio” e o “grande” poderiam ser o primeiro nível da quantificação da intensidade, ou do “tamanho” de uma grandeza, ou, mais correntemente, de entidades e conceitos que ainda não são grandezas mensuráveis*, mas hierarquizáveis por tamanho, valor ou intensidade (ainda que aparentes). Contudo, são comuns as diferenças de opinião de diferentes estimadores, avaliando um uma entidade (grandeza) como “grande” e outro avaliando a mesma entidade como, por exemplo, “média”!

Quando se fala de felicidade, com frequência, são citados três escalões: “muito feliz”, “feliz” e “pouco feliz”! Ou variantes como, “felicíssimo”, “feliz”, “infeliz”, ou até desinfeliz, entre outras.

E a morte por doença é frequentemente classificada, por exemplo, nos obituários, segundo três tipos, ou categorias: “doença súbita”, “doença” e “doença prolongada”! (Todavia, hoje, morre‑se, nas notícias, de paragem cardiorrespiratória!) E até as queimaduras corporais são de grau 1 a 3.

As tríadas/tríades são correntes em outras perspetivas, contextos e situações; basta lembrar, por exemplo: os triunviratos, as troicas e as trindades.

O céu, o inferno e o purgatório – uma trilogia – presumem depósitos de almas de três qualidades, ou três tipos, cujo destino seria determinado por padrões (?) de comportamento dos corpos: os bons, os maus e os “indeterminados” (ou em “processo em curso”; hesitações de Deus?).

Quando se diz que “um homem menor não aguentaria 1/3 do que o político X aguentou” está subjacente uma métrica tripartida, presume‑se, de um determinado tipo de resiliência e de três tipos de homem: “o homem menor”; “o homem assim‑assim” e o “homem maior”, que aguentaria três vezes mais do que o “menor”.

E nos campos da ciência e da técnica, é de assinalar: o espaço 3D**, o tripé e o triângulo, todos com relevâncias conhecidas e reconhecidas.

Um júri com três elementos (ou outro número ímpar de elementos) não poderá empatar as decisões.

O rosário (contas enfiadas em formato de colar), usado, por exemplo, pelos fieis da igreja católica, constituído por um conjunto de três grupos de “contas”, é geralmente abreviado pelo “terço”, exatamente um terço das “contas” do rosário, quer como objeto, quer como “tamanho” da oração ou reza.

Mas, porque dizemos “não falo sobre a minha vida com terceiros!”, quando só queremos dizer “com outros” (“com segundos”)?!

 

* Este critério estende-se a outros domínios e circunstâncias: o curto, o médio e o longo prazos; o princípio, o meio e o fim; o primeiro terço, o segundo e o terceiro terços de um conjunto relativamente a propriedades do mesmo (conjunto). (Ainda há poucos anos, alguns povos ditos “primitivos” tinham bases de sistemas de numeração simples: “um, dois, três, muitos”.)

 

** Nas máquinas de comando (e controlo) numérico (CN – Comando Numérico – ou CNC – Comando Numérico Computadorizado), era frequente ouvir‑se referências a máquinas de dois eixos … e meio (2,5D), máquinas com programação automática em dois eixos (2D) – ou dois graus de liberdade – e programação manual no terceiro eixo.

Desde há bastante tempo são correntes e comuns as máquinas automáticas com mais do que três graus de liberdade (seis, sete e mais dimensões).

(Einstein, reinterpretando a Física, veio baralhar um pouco as coisas com o modelo do espaço físico 4D. Todavia, quanto a ferramentas úteis, qualquer dimensão é aceitável e lícita – o significado metafísico é outra estória.)

 

2022-06-23

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub