Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Medidas e medições para todos

Crónicas de reflexão sobre medidas e medições. Histórias quase banais sobre temas metrológicos. Ignorância, erros e menosprezo metrológicos correntes.

Medidas e medições para todos

Crónicas de reflexão sobre medidas e medições. Histórias quase banais sobre temas metrológicos. Ignorância, erros e menosprezo metrológicos correntes.

ERROS METROLÓGICOS CLANDESTINOS

ERROS METROLÓGICOS CLANDESTINOS

Erros, incertezas e correções

 

Frequentemente, os erros (metrológicos) cometidos numa medição estão e permanecem clandestinos: “indetetados”, ignorados, acantonados nas medidas. Se não todos, pelo menos alguns dos erros.

Com frequência, a clandestinidade dos erros metrológicos não é devida à sua capacidade para se dissimularem, mas à insipiência ou ignorância e à inexperiência ou incipiência do medidor.

Uma vez por outra, quando olhamos para o visor da balança do supermercado, antes da pesagem, o visor indica um valor diferente de zero, às vezes negativo. Valores negativos no visor das balanças, antes das pesagens, são vantajosos para o cliente. Outras vezes, o visor da balança já indica um “peso”, ainda que pequeno, antes da pesagem. Contudo, estas situações não são exclusivas das pesagens, nem dos supermercados.

Em geral, é necessário “zerar” o instrumento, ou fazer reset no instrumento de medição para que o visor indique e comece a contar, a pesar, ou a medir a partir de zero, corretamente. Acontece ainda, frequentemente, com muitos outros tipos de instrumentos digitais eletrónicos. (Antigamente eram frequentes os instrumentos com indicador digital, mas mecânico, ou eletromecânico.)

Frequentemente, muitos erros metrológicos estão clandestinos: é necessário saber que existem, ou podem existir e, de seguida, caçá-los.

Poderemos caçá‑los, evitando‑os, introduzindo correções no sistema de medição, ou compensando o resultado final, por exemplo, através de cálculo.

Se se desconhece a existência dos erros, eles ficarão “eternamente” clandestinos.

É necessário estar avisado de que determinados erros podem ocorrer, para os evitar, eliminar, ou mitigar. Se for possível.

Não sendo um erro, no verão, os postos de gasolina e gasóleo fornecem-nos menos combustível, menos moléculas de hidrocarbonetos, por litro, do que no inverno. Nada disto aconteceria se estes combustíveis fossem vendidos ao quilo (ao quilograma); vendendo ao litro, aqueles postos entregam aos clientes menos combustível no verão, por que no verão a densidade (massa volúmica) da gasolina, ou do gasóleo, é menor do que no inverno.

Os erros pequenos não têm importância até que os erros grandes sejam removidos (David Landes).

Um problema com as medições ocorre quando não temos conhecimento, nem consciência ou suspeita dos erros! Ou quando, em geral, os menosprezamos, por os subestimarmos, por ignorância, por ligeireza, por inconsciência.

Temos necessidade de conhecer que erros, ou tipos de erros, poderão estar presentes num processo de medição. E essa capacidade não é intuitiva. Contudo, a ignorância* dos erros é meio caminho andado para a felicidade metrológica. Por isso, por vezes, quem mede anuncia a medida com ar seguro e pose assertiva e … feliz.

O desconhecimento da ocorrência de erros de medição contribui para a nossa felicidade metrológica, embora as consequências possam ser graves.

Frequentemente também se ouve chamar erro à incerteza.

Contudo, a incerteza é incontornável, tem associado um nível, um intervalo e uma probabilidade de confiança; os erros são descartáveis.

 

*Ignorância: desconhecimento de informação já disponível e acessível.

 

2017-02-09

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub